“Quero ser a Governadora mais humana do Estado”, afirma Rose em sabatina da UVV

Com mais de 500 pessoas no Cine Teatro da Universidade de Vila Velha (UVV) na quinta-feira (13), a senadora Rose de Freitas (PODE/ES), candidata ao Governo do Estado, foi aplaudida ao afirmar que o preconceito tem de ser rechaçado da sociedade e que uma mulher pode, sim, ser governadora do Espírito Santo.

O evento foi organizado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UVV, que convidou os candidatos a apresentarem suas propostas de gestão. Rose, para um público composto por professores, estudantes e lideranças, garantiu estar preparada para assumir o Palácio Anchieta e afirmou: “Quero ser a governadora mais humana que o Estado já teve” - em sintonia com seu Plano e Governo, que tem como foco Saúde, Educação e Segurança Pública.

A candidata afirmou ser preciso quebrar a histórica “desconfiança” sobre a capacidade de a mulher governar o Estado, algo que seria inédito. Rose, inclusive, foi solidária à sua concorrente Jackeline Rocha (PT) e enfatizou aos presentes que elas estão prontas para “cuidar da sociedade e trabalhar por ela”.

“Não é fácil uma mulher como eu ou Jackeline nos candidatarmos ao Governo do Estado, onde há o maior índice de feminicídio e maior índice de violência doméstica. Nosso dever é o de cuidar da sociedade e trabalhar por ela”, destacou.

Rose afirmou que vai fazer história como governadora do Espírito Santo, assim como fez história no Congresso Nacional. “Fui considerada uma das melhores senadoras do Brasil e quero ser considerada a governadora mais humana do Estado, que estendeu o braço do Governo para cuidar das políticas públicas essenciais”, afirmou.

Combate à discriminação – Eleita deputada estadual com apoio dos movimentos sociais, em 1982, Rose destacou a importância da população negra e afirmou “faltar a mão do Governo” para “fazer tudo aquilo que não se fez” nas gestões passadas. A candidata reafirmou o compromisso de combater a discriminação contra os negros.

“São os negros que vivem na periferia e os maiores índices de morte por assassinato são dos negros. São eles que têm menos oportunidade e também são os mais discriminados. É onde falta a mão do Governo. Não é para fazer aquilo que falta fazer, é fazer tudo aquilo que não se fez”, reforçou.

Ao fim do evento, Rose atendeu os alunos, tirou fotos e já conversou com os estudantes sobre demandas para incentivar o esporte universitário.

Servidores – Em seguida, Rose participou de sabatina promovida pelos Servidores Públicos Estaduais, na Assembleia Legislativa, e garantiu que vai criar meios para possibilitar a reposição salarial de todos os setores da categoria a partir do combate à sonegação fiscal. A intenção de Rose é assegurar o fortalecimento econômico e financeiro do Estado.

“Quero cuidar do Espírito Santo. Esse Estado tem de ter mais robustez financeira, o que nos torna economicamente viável para que possamos fazer as reposições salariais dos nossos servidores públicos”, disse. E completou: “O primeiro item absoluto, do qual não vou me afastar, é combater a sonegação. Nós temos de escolher quais incentivos [fiscais] são prioridade, o que ele gera, se ele produz alguma coisa no Estado e qual o resultado final”.

A candidata destacou também que o diálogo entre Governo e os servidores deve ser transparente e contínuo: “Fazer esse debate permanente e com transparência. Tem de mostrar o que o Estado está deixando de arrecadar, onde ele erra, e colocar o dinheiro para dentro para fazer a reposição gradual das perdas salariais. Nós falamos muito do serviço público, mas servidor público desmotivado com perdas salariais permanentes não funciona”, avaliou.

Outra preocupação de Rose é sobre o quadro de auditores fiscais no Espírito Santo, responsáveis por garantir a saúde fiscal do Governo. “Houve redução do quadro de auditores fiscais – aliás, estão desmobilizados, desanimados, por não funcionar efetivamente uma máquina que deveria cumprir um papel importantíssimo no Estado, que é o de fiscalizar a arrecadação, incentivar a arrecadação, fazer o dinheiro voltar para o cofre público. Nós estamos vivendo outra coisa. Estamos vivendo com uma sonegação absurda: se fala em torno de R$ 5 bilhões por ano”, apontou.

Agenda de hoje sexta-feira (14) até o próximo domingo (16), Rose cumpre agenda no interior do Estado. A senadora e candidata ao Governo do Estado faz caminhada e se reúne com lideranças em Colatina, e depois segue para Pancas e Mantenópolis.

Fonte assessoria da candidata Rose de Freitas e foto Christian Rissi

:)