Marcos Guerra quer combater o desemprego com bancada nacional pró-desenvolvimento

O país tem hoje entre 13 e 14 milhões de desempregados. O número, assustador, exige medidas urgentes para a retomada do desenvolvimento.

A reflexão acima é do ex-presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e atual presidente licenciado do Sebrae/ES, Marcos Guerra, que também é vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Marcos é candidato a deputado federal pelo PSL/ES, mesmo partido do líder das pesquisas eleitorais à presidência, Jair Bolsonaro.

“Uma das chaves para superar o desafio da geração de empregos é a articulação política em todos os níveis. Minha candidatura a deputado federal foi estruturada a partir de uma rede de articulação nacional em que todos os membros vão trabalhar unidos pela criação de uma bancada pró-desenvolvimento. Queremos retomar a atividade produtiva para que as empresas possam voltar a gerar emprego. Vou trabalhar em conjunto com os deputados estaduais de outros estados ligados à CNI para articular projetos de desenvolvimento de interesse dos Estados e municípios saiam do papel”, explica.

Marcos Guerra (PSL/ES) desta ainda que é preciso juntar a esse grupo os deputados estaduais capixabas.

“Muitas vezes deputados federais e estaduais travam uma disputa pra ver quem mais ajuda uma região e, no fim, quem perde com essa disputa é a população que acaba recebendo metade dos benefícios e investimentos que poderia receber. Vou reunir os deputados federais de todo o Espírito Santo para que juntos possamos criar projetos de desenvolvimento regional, respeitando a vocação de cada município e região. Com os projetos prontos vamos atrás de recursos federais, da atração de empresas e até de recursos internacionais. Essa é a forma como vou trabalhar.”

:)