Alunos da Escola Benildo Bragatto vão entregar suas cartinhas do Projeto “Papai Noel dos Correios” nesta semana

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Benildo Bragatto, no bairro Ayrton Senna, vem trabalhando há algumas semanas com seus 418 alunos de Educação infantil, de 4 a 8 anos, na escrita das cartinhas do Projeto “Papai Noel dos Correios”, do qual participa pelo segundo ano consecutivo, por indicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed). As cartinhas serão entregues na próxima semana, segundo a diretora Gisela Schmidt Monteiro.

De acordo com a diretora, as crianças estão bastante entusiasmadas com a participação, assim como ocorreu no ano passado. Ela contou que em 2017 “foi tudo maravilhoso, emocionante. Fizemos um momento com o Papai Noel nos dois turnos, e as crianças e as famílias adoraram. Foi um momento único para essas crianças que vivem em situação socioeconômica bastante difícil”, afirmou.

O processo pedagógico já vinha sendo feito para a confecção das cartinhas junto com os alunos. Na semana passada a escola e os professores trabalharam a sensibilização, com a utilização da ludicidade, com uma forma de envolver a criança, voltada para os jogos e as brincadeiras. Nesta semana aconteceu a elaboração das cartinhas (manuscritas), que devem ser entregues nos Correios até no dia 5 de outubro.

O período de recebimento das cartas nos Correios é nos primeiros cinco dias de outubro, mas a empresa recomenda que para otimizar o trabalho e as oportunidades, que a escola encaminhe as cartas o quanto antes (a partir do dia 01/10), tendo em vista que o cadastramento das cartas e a disponibilização para apadrinhamento obedecerá a ordem de chegada.

Nas cartinhas as crianças apresentam três opções de presentes. Gisela contou que a maioria dos pedidos das crianças é de material escolar, por suas famílias terem muitas dificuldades de adquirir o material para o início do ano letivo, mas que os brinquedos também são muito solicitados.

Ela aproveita a oportunidade para fazer um apelo aos colatinenses para que participem do projeto adotando uma cartinha. De acordo com o regulamento a pessoa que adota uma não pode conhecer a criança, e muito menos ter contato com ela, o que só pode acontecer por meio da carta e do presente.

Em resumo, o projeto é um incentivo ao aprendizado das crianças com a oportunidade de conversar com Papai Noel por meio das produções artística e literária. Mais que um canal para pedir presentes a carta é aproveitada pelo educador como um momento para estimular a expressão textual. É uma atividade escolar.

21 anos

O “Papai Noel dos Correios” foi implantado pela empresa Correios e Telégrafos em 1997 nas comunidades com fragilidade socioeconômica. Segundo o regulamento, podem participar estudantes da educação infantil (creche e pré-escola) e ensino fundamental (1º ao 5º ano). Dados pessoais da criança não são permitidos colocar, para preservar em sigilo sua localização.

São muitas as orientações às entidades participantes do projeto. Entre elas, a de um Plano de Aula enviado pela empresa aos professores sobre a redação das cartas com os alunos voltada para os valores natalinos e não incentivar apenas o pedido de presente. Também com a escrita livre da correspondência ao Papai Noel, lembrando que ele quer saber um pouquinho sobre a vida de cada um deles, além dos seus pedidos de presente.

Outra orientação é sobre a importância da correção da Língua Portuguesa aproveitando o interesse dos alunos. De o professor se dedicar à correção das cartinhas para usar esse momento de interesse deles para ensiná-los as regras de ortografia e coordenação do sujeito com o verbo.

De acordo com o regulamento o professor deve informar por escrito os pedidos feitos por crianças que não sabem escrever, ou que estão em fase de aprendizado da escrita para que seja possível identificar seus pedidos. Caso a criança não saiba escrever, pode desenhar. Há pedido de informações sobre número de calçados e patins e tamanhos de roupas, caso elas peçam estes presentes. Segundo a Coordenação Regional da Campanha há muita dificuldade para conseguir doações de presentes eletrônicos (vídeogames, celulares, computadores, notebooks e tablets), pois os padrinhos não presenteiam com valores altos.

A Campanha “Papai Noel dos Correios” está vinculada a um dos Objetivos do Milênio estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) - “Educação básica de qualidade para todos” e também a preceitos de Responsabilidade Social Empresarial, que configura uma importante iniciativa de convergência da atuação dos Correios em favor da educação, sendo as crianças em situação de vulnerabilidade social as principais beneficiadas.

Fonte PMC

:)