Escola Viva de São Gabriel da Palha recebe o nome “Governador Gerson Camata”

Para homenagear o ex-governador Gerson Camata, que foi uma importante liderança política para o Espírito Santo, o Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral São Gabriel da Palha, Escola Viva, localizado no município de mesmo nome, receberá o nome de “Governador Gerson Camata”. O decreto que denomina o nome da unidade escolar foi assinado na sexta-feira (28) pelo governador Paulo Hartung.

A trajetória de vida de Gerson Camata é convergente com os propósitos e os valores do programa Escola Viva, que coloca o projeto de vida dos estudantes no centro de suas preocupações e possibilita desenvolverem-se como líderes e constituírem suas histórias como protagonistas.

A unidade Escola Viva de São Gabriel da Palha foi inaugurada pelo governador Paulo Hartung no dia 16 de março de 2018. A escola fica no bairro São Vicente e iniciou as atividades, em tempo integral, neste ano, com a abertura de 700 vagas para estudantes do Ensino Médio, proporcionando um leque de oportunidades para os jovens capixabas.

A unidade é composta por 16 salas de aula; sala de professores, biblioteca; dois laboratórios de Informática; laboratório de Química/Biologia; laboratório de Física/Matemática; sala de Artes; sala de rádio/grêmio; auditório; sala de recursos, refeitório, pátio coberto, quadra poliesportiva, vestiário, entre outros espaços.

O programa Escola Viva nasceu para ser uma escola de educação integral, com experiências educacionais amplas e profundas. Formar jovens capazes de realizar sonhos, competentes no que fazem e solidários com o mundo em que vivem. É com esses objetivos que o programa Escola Viva foi implantado e está sendo ampliado na rede pública estadual.

Concessão de bolsas do Paes

Também nesta sexta-feira (28), o governador Paulo Hartung assinou um decreto que permite ao Governo do Estado conceder bolsas de apoio técnico ao Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes). Um total de 64 municípios realizaram processos seletivos e agora os profissionais selecionados estão aptos a receber, por mês, mil reais para coordenar e articular as ações do Paes nos municípios.

A ação faz parte do Programa de Concessão de Bolsas de Apoio Técnico criado para garantir um apoio permanente à gestão municipal, à formação continuada dos professores e pedagogos, além de assessoria técnica às redes estadual e municipais que aderiram ao Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes).

Os 64 municípios são: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Aracruz, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guaçuí, Guarapari, Ibatiba, Ibiraçu, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Itarana, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Muniz Freire, Muqui, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Piúma, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Roque do Canaã, Sooretama, Vila Pavão e Vila Valério.

O Programa de Concessão de Bolsas de Apoio Técnico, instituído pela Lei Estadual nº 10.880, de 19 de julho de 2018, foi elaborado pelo Governo do Estado com a finalidade de apoiar tecnicamente e financeiramente os municípios, ampliando as oportunidades de desenvolvimento dos alunos da Rede Pública de Ensino na Educação Infantil, tanto na etapa inicial de alfabetização quanto no processo de aprendizagem durante todo o Ensino Fundamental.

O Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes) tem o compromisso de promover e contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Básica, gerando avanço dos indicadores educacionais das escolas de Educação Infantil e do Ensino Fundamental no Espírito Santo, envolvendo domínio de competências como leitura, escrita e cálculo adequado à idade e nível de escolarização das redes públicas municipais e estadual.

Fonte e foto Sedu

:)