Hartung deixa Estado organizado e com R$ 450 milhões livres em caixa

Trilhando o caminho certo, mesmo em meio à maior crise econômica do País, o Governo do Espírito Santo chega ao fim de quatro anos de gestão mantendo suas contas organizadas, sendo o único Estado com nota A do Tesouro Nacional. A organização das contas permite que a atual gestão deixe para o próximo governo, livres, em caixa, R$ 450 milhões. Além disso, há R$ 600 milhões garantidos para convênios firmados com municípios e investimentos já em execução, contratados em 2018, e ainda um total de R$ 3,863 bilhões em operações de crédito já contratadas e em processo de contratação com instituições financeiras nacionais e internacionais.

Somente em 2018, o Governo está investindo R$ 1,4 bilhão, sendo que, desse total, R$ 800 milhões são recursos do Tesouro Estadual. O governador Paulo Hartung ressalta que esse é “um fato importante, porque demonstra que o Estado recuperou a capacidade de fazer investimentos próprios em áreas prioritárias”.

Dever cumprido

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta sexta-feira (28), no Palácio Anchieta, o governador fez um balanço de sua gestão e agradeceu aos capixabas pelas múltiplas oportunidades que recebeu ocupando cargos públicos eletivos no Estado. Hartung ressaltou o equilíbrio das contas, os avanços em políticas públicas estruturantes, e também ressaltou que entrega o Poder Executivo Estadual com o “sentimento de dever cumprido”.

“Vamos deixar dinheiro livre em caixa. São recursos não comprometidos com as despesas de 2018. Vamos deixar mais que o planejado. O próximo Governo vai poder iniciar sua jornada com tranquilidade tendo R$ 450 milhões livres, praticamente uma folha de pagamento dos servidores do Estado”, explicou o governador.

“Estou encerrando um ciclo de governo e de disputas eleitorais em meu Estado. Agradeço profundamente aos capixabas e a Deus pela saúde e por nunca me faltar tranquilidade, calma e paciência, que são atributos prioritários para quem está no exercício de liderança. Atravessamos um quadro desafiador nos últimos quatro anos e não sucumbimos”, disse Hartung, referindo-se à gravidade do cenário registrado em território capixaba, que aliado à crise econômica nacional sofreu também com a crise hídrica, provocada pela maior seca dos últimos 80 anos, e a paralisação da Samarco.

Para Hartung, o Espírito Santo é um quadro diferenciado nas finanças do Brasil. “Estamos entregando um Governo com as contas organizadas, políticas públicas funcionando e produzindo resultado para os capixabas, além de preparar o Estado para um novo ciclo de desenvolvimento”, afirmou o governador.

Na entrevista o governador falou sobre o fato de o governo atual dispor no Caixa recursos da ordem de R$ 600 milhões para convênios já firmados com municípios, e também operações de crédito já contratadas com Banco de Desenvolvimento Nacional e Econômico (BNDES), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Caixa, totalizando R$ 2,536 bilhões. Além disso, outras operações de crédito, também com o BID e o BNDES, no total de R$ 1,326 bilhão, já estão em fase de contratação.

Fonte e foto governo do es

:)