Agerh e fórum das bacias hidrográficas do ES sugerem temas de pesquisa a estudantes da Ufes

Melhores formas de aproveitamento da água, tratamento de esgoto nos municípios, análise dos procedimentos para cadastro de usuários e novas metodologias para o cumprimento de metas hídricas foram os temas enviados, nesta segunda-feira (21), à coordenação do curso de mestrado sobre gestão e regulação de recursos hídricos (ProfÁgua) da Universidade Federal do Espírito Santo.

A parceria com os pesquisadores contribui para a atuação dos Comitês das Bacias Hidrográficas do Estado, grupos que discutem sobre os usos da água dos rios. Os temas enviados aos estudantes foram definidos na última sexta-feira (18) durante reunião entre o diretor-presidente da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), Fábio Ahnert, e membros do Fórum Capixaba dos Comitês de Bacias Hidrográficas.

Na conversa, Paulo Breda, presidente do comitê do Itapemirim, Weriton Soroldoni, presidente do Itabapoana, e Elio de Castro, secretário-executivo do comitê da bacia hidrográfica do Rio Jucu, discutiram sobre os principais gargalos e metas do grupo para a implementação dos dos planos de bacia do Estado.

“Os comitês estão mais próximos dos rios, por isso o diálogo com a comunidade e as universidades deve ser constante para a sustentabilidade do recurso hídrico”, disse Fábio Ahnert.

O programa de pós-graduação, presente em diversas universidades do Brasil, é voltado para profissionais que atuam em órgãos reguladores dos executivos federal, estadual e municipal. Conhecido como ProfÁgua, o mestrado é apoiado pela Agência Nacional de Águas (ANA) e, no Espírito Santo, pela Agerh.

Planos de Recursos Hídricos

Os Planos de Recursos Hídricos são divididos por regiões e desenvolvidos de forma colaborativa entre os técnicos da Agerh e a sociedade, representada pelos Comitês das Bacias. Neles, após conhecer a situação atual da água no Espírito Santo e propor cenários de crescimento para os próximos 20 anos, são elaboradas ações, programas e projetos para a recuperação das bacias hidrográficas.

A bacia e sub-bacias do Rio Doce já têm um plano elaborado. Bem como as bacias hidrográficas dos rios Benevente, Santa Maria da Vitória e Jucu. Está prevista para este ano a finalização de cinco Planos de Recursos Hídricos: para as bacias dos rios Itaúnas, São Mateus, Itapemirim, Novo e Itabapoana.

Bacias Hidrográficas

O Espírito Santo tem 14 bacias hidrográficas em toda sua extensão. A lista com todas elas e suas respectivas abrangências você encontra no site da Agerh. No mesmo link, é possível acessar o andamento dos planos de recursos hídricos de cada bacia.

Fonte e foto Assessoria de Comunicação da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh)

:)