Catadores de materiais recicláveis de Mucurici ganham autonomia no negócio

Um caso de empreendedorismo de sucesso e de transformação social é a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Mucurici (Asmuc), no norte do Espírito Santo que, ao promover o trabalho coletivo, garante uma melhor qualidade de vida e renda para as famílias.

Antes da criação da Associação no município de Mucurici, os catadores trabalhavam em uma empresa terceirizada que fazia a triagem dos resíduos. Na época, os funcionários da terceirizada - que agora fazem parte da associação, recebiam menos que um salário mínimo, não tinham os materiais necessários de proteção, como luvas e máscaras e não ganhavam o adicional de insalubridade.

A catadora Mirani dos Santos Pereira, que hoje ocupa o cargo de presidente da Asmuc, está entre os oito catadores formalizados da associação. “Depois que viramos associação, nós começamos a trabalhar pra gente. É uma alegria imensa, pois temos mais autonomia em nosso trabalho, e o nosso salário mais que dobrou. Por ano, nós temos duas vendas de material reciclado, uma em junho e outra em dezembro”, contou.

A Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) presta apoio às associações de catadores de materiais recicláveis em todo processo de capacitação, consultoria e formalização legal. “A Prefeitura de Mucurici e a Aderes nos prestaram todo apoio desde o início da Associação e doaram equipamentos de trabalho. Depois de nos ajudar a formalizar o negócio, a Aderes nos doou prensa, elevador, balança e um carro para o carregamento de fardos”, comemorou a presidente da Asmuc.

“A criação da associação no município foi de grande transformação na vida desses catadores, agora eles têm o próprio negócio e são empreendedores, têm carteira assinada, trabalham dentro da lei e com equipamentos seguros e de qualidade. É para isso que trabalhamos, para incrementar a economia por meio dos pequenos negócios”, afirma o diretor-presidente da Aderes, Alberto Farias Gavini Filho.

A Asmuc é responsável pela coleta de lixo no município e faz palestras nas escolas conscientizando as crianças sobre a importância de separar o lixo seco, úmido e orgânico. Segundo Mirani, os associados participam das ações educacionais nas escolas, distribuem panfletos e também recebem os alunos da região e de outros municípios na sede da associação para visitas técnicas.

Há três meses a Asmuc implementou um serviço de conscientização no caminhão de lixo, quando transmite uma música com alertas para os moradores da cidade. Essa ação, junto das palestras nas escolas, gerou um retorno positivo dos moradores às equipes, com relatos de mudança de comportamento das crianças nas residências, com o incentivo à coleta de lixo ideal.

Além do trabalho com reciclagem e compostagem, a Associação faz a coleta de lixo, organiza iniciativas de educação ambiental, realiza triagem, separação, enfardamento, comercialização e produção de vassouras PET. “Agora nós, catadores de recicláveis, ganhamos bem, e eu sou dona do meu próprio negócio”, afirmou.

Fonte e foto governo do es

:)