Governador participou de reuniões em Brasília para garantir investimentos no ES

O governador do Estado, Renato Casagrande, se reuniu, ontem terça-feira (12), com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães. As reuniões trataram de recursos para obras de macrodrenagem na Região Metropolitana e no interior do Espírito Santo. A agenda em Brasília-DF incluiu ainda um encontro no Tribunal de Contas da União (TCU) para solicitar a liberação das obras de duplicação da BR-262 e a reafirmação do compromisso do Estado ao Programa Criança Feliz, do Governo Federal.


Na primeira reunião do dia, o governador solicitou ao ministro Canuto o resgate dos recursos destinados aos projetos que dependem do orçamento geral da União, como a Bacia do Rio Aribiri e Jardim de Alah, em Vila Velha, a Bacia do Rio Formate e do Córrego da Ribeira, em Viana, além da Bacia do Córrego São Silvano, em Colatina. O valor total dos investimentos nessas obras é de R$ 238.194.234,23.

“Esses recursos da União não têm custo para o Estado. Contratamos esses recursos no nosso primeiro governo e infelizmente nos últimos quatro anos nada foi feito e estamos tentando resgatar esses recursos. Ficamos quatro anos sem nenhuma atividade ligada a essas obras e agora estamos tentando, com apoio da bancada federal, resgatar mais de R$ 200 milhões que são do orçamento da União e podem ser perdidos pelo Espírito Santo”, afirmou.

Na sequência, o governador – acompanhado do secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente e parte da Bancada Federal do Estado – se reuniu com o presidente da Caixa para tratar das obras de macrodrenagem que dependem dos recursos do FGTS: a Bacia do Córrego Campo Grande, que envolve os municípios de Cariacica e Vila Velha, e as Bacias dos Canais da Costa e Guaranhuns, em Vila Velha. O valor previsto para estas obras é de R$ 217.500.000,00. Em ambas as agendas, a subsecretária de Saneamento e Programas Urbanos, Zilma Paterly, apresentou dados técnicos.

“Foram excelentes reuniões. Esses recursos somados giram em torno de R$ 440 milhões. Vamos fazer obras importantíssimas para aliviar o sofrimento das pessoas que estão em áreas que alagam. Esse trabalho é uma prioridade tanto do nosso Governo quanto da bancada federal. Estamos pedindo a prorrogação do prazo desses recursos, que foram contratados no nosso governo passado, mas que infelizmente não tiveram continuidade. Agora, estamos retomando através da Sedurb”, frisou o governador.

O secretário Marcus Vicente destacou que o pedido de prorrogação dos prazos já foi protocolado. “Nós temos quatro processos do OGU (Orçamento Geral da União) e três financiados pela Caixa. O que precisamos e já protocolamos é a prorrogação desses prazos. Enviamos a explicação da forma que encontramos e como estamos trabalhando. Por volta de novembro, vamos contratar essas obras e precisamos de prazo para executá-las. Vamos dar ordem de serviço dentro do que temos no orçamento e o restante vamos buscar recursos de outra forma”, explicou.

Obras da BR-262

No meio da tarde, o governador Casagrande teve uma reunião com o ministro do TCU, Raimundo Carreiro, com objetivo de pedir a liberação das obras da BR-262, que foram paralisadas pelo Tribunal por problemas no edital. “Estamos fazendo um apelo para que o TCU ache um caminho. Não existe nenhuma denúncia de sobrepreço, nenhuma denúncia de desvio, nada que possa paralisar uma obra como essa. Por isso fizemos um apelo ao ministro para que ele possa liderar um entendimento e o Estado ser atendido”, afirmou.

Criança Feliz

O governador encerrou a visita à Brasília participando da assinatura da Reafirmação de Compromisso dos Estados ao Programa Criança Feliz. O evento contou com a presença das primeiras-damas da República, Michele Bolsonaro, e do Estado, Maria Virgínia Casagrande. O programa tem o objetivo de ampliar a rede de atenção e o cuidado integral das crianças na primeira infância, considerando sua família e seu contexto de vida. Ele se desenvolve por meio de visitas domiciliares com a finalidade de promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, buscando envolver ações de saúde, educação, assistência social, cultura e direitos humanos.

Fonte e foto governo do es

:)