ES recebe quase R$ 100 milhões em investimentos nas áreas de Educação e Saneamento

Mais investimentos para a melhoria da qualidade da educação capixaba e para a área de saneamento no Espírito Santo. O ministro da Educação, Mendonça Filho, esteve no Espírito Santo nesta quarta-feira (10) para anunciar a liberação de R$ 36 milhões para o Estado e municípios. Dentre esses, R$ 24 milhões são para investimento na educação em tempo integral, do Programa Escola Viva, e R$ 4,5 milhões serão destinados para apoiar na elaboração do novo currículo capixaba e também para produção de material didático e formação de professores das redes municipais e estadual, do Ensino Fundamental. Já a Cesan e o Governo do Estado assinaram quatro contratos com a Caixa Econômica Federal para liberar financiamento no valor de R$ 63,56 milhões em obras de saneamento no Espírito Santo. O recurso vem do programa Saneamento para Todos, do Ministério das Cidades.

A solenidade ocorreu no Palácio Anchieta, com presença do governador Paulo Hartung, do presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia, do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, do prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, de prefeitos do Espírito Santo, deputados, entre outras autoridades.

“Hoje estamos anunciando investimentos de quase R$ 100 milhões, entre saneamento básico e educação, que são duas áreas estratégicas para o país. Hoje fazemos uma agenda muito boa para os capixabas, de valorização do trabalho que está sendo feito no Estado e que contempla setores estratégicos. Quando olhamos o futuro do Brasil, entre os enormes desafios que temos, um deles é melhorar a educação de nossos jovens. O mundo está integrado, competitivo e precisamos ter uma juventude com bom nível de qualificação”, destacou o governador Paulo Hartung.

O governador falou também da importância de se fazer investimentos em saneamento básico no país. “O Brasil tem um grande déficit na área de saneamento. Quando olhamos a infraestrutura de uma forma geral, todo passo realizado para universalizar a área de saneamento básico, principalmente coleta e tratamento de esgoto, é uma ação de respeito ao meio ambiente e à saúde pública”, completou Paulo Hartung.

Cesan

O investimento anunciado pelo Governo, no valor de R$ 63,56 milhões, é destinado para obras de ampliação dos sistemas de esgotamento sanitário nas cidades de Serra, Guarapari e Nova Venécia, além de desenvolvimento institucional da Cesan.

Educação

Dentre os investimentos anunciados, R$ 24 milhões serão para educação de tempo integral, o programa Escola Viva. Com o aumento do número de unidades implantadas em 2018, o valor do repasse representa o dobro do valor destinado pelo governo federal em 2017. Neste ano, estarão em funcionamento 32 unidades Escola Viva, em 23 municípios do Espírito Santo.

Cerca de R$ 8 milhões serão para ações diretas entre o Mec e os municípios, como compra de mobiliário, de ônibus escolar, obras e ações de apoio na melhoria da proficiência dos estudantes do ensino fundamental.

Novo currículo capixaba

Com a aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o Espírito Santo já está trabalhando para a construção do novo currículo capixaba. De acordo com o cronograma, a construção terá duas fases: contribuição nas escolas e contribuições nos encontros regionais.

Desenvolvimento sociemocional

Com escolas mais preparadas para desenvolver estudantes capazes de atuar com autonomia no século 21. O Espírito Santo planeja ser um dos primeiros estados brasileiros a incorporar o desenvolvimento socioemocional de forma estruturada na rotina da sala de aula.

Em 2017, a Sedu firmou uma parceria inédita com o Instituto Ayrton Senna para promover essa incorporação à política educacional na rede pública de ensino do Estado.

Pacto pela Aprendizagem no ES

O Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes) está em funcionamento e realizando ações desde o início de 2017, com a aprovação da lei nº 10.631, visando à organização das redes (municipais e estadual), otimização de recursos e potencialização de resultados. Ações como a padronização do currículo e material didático para o ensino fundamental, formação de professores e implantação de um sistema de gestão escolar integrado entre Estado e municípios já estão sendo realizadas.

O principal objetivo do Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes) é a melhoria dos indicadores educacionais dos estudantes da educação básica no Espírito Santo, envolvendo domínio de competências como leitura, escrita e cálculo adequado à idade e ao nível de escolarização.

Escola Viva

Ofertando mais 20 mil vagas para estudantes de várias regiões do Espírito Santo, o programa Escola Viva está proporcionando um leque de oportunidades para os jovens capixabas. Para 2018, estamos saindo de 17 escolas em funcionamento, agregando mais 15 unidades de tempo integral. Até 2030, serão 300 unidades Escola Viva atendendo todos os jovens capixabas do Ensino Médio.

A Escola Viva nasceu para ser uma escola de educação integral, com experiências educacionais amplas e profundas. Formar jovens capazes de realizar sonhos, competentes no que fazem e solidários com o mundo em que vivem. É com esses objetivos que o programa Escola Viva foi implantado e está sendo ampliado na rede pública estadual.

Fonte e foto Governo do ES

:)