Minas registra 22 casos de febre amarela, com 15 mortes, de julho até janeiro

Com o segundo período de monitoramento epidemiológico dos casos de febre amarela em Minas Gerais, de julho do ano passado até o início deste ano, foram confirmados no estado 22 casos da doença. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, destes, 15 evoluíram para óbito. Nesse período, foram descartados 40 casos suspeitos, e há 46 casos em investigação em 24 municípios.

Na maioria dos casos confirmados, os pacientes são homens (95,5%). As mulheres representam 4,5% do total. A idade média das pessoas que tiveram a doença confirmada é de 45 anos. De acordo com a secretaria, a taxa de letalidade (número de óbitos entre os portadores de uma doença) por febre amarela em Minas Gerais de julho de 2017 até o início deste ano está em 68,2%. A secretaria informou ainda que todos os casos foram confirmados laboratorialmente.

Atualmente, a cobertura vacinal acumulada de febre amarela no Estado de Minas Gerais está em torno de 82%. Conforme informe epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (17), estima-se que haja no estado pouco mais de 3 milhões de pessoas que ainda não foram vacinadas, especialmente na faixa etária de 15 a 59 anos, que também foi a mais acometida pela epidemia de febre amarela silvestre ocorrida em 2017.

Entre os 853 municípios do estado, 39,62% (338) não alcançaram 80% de cobertura vacinal; 32,47% (277) têm entre 80% e 94,9% de seus moradores vacinados; e com mais de 95%, estão 27,90% (238) das cidades mineiras com recomendação de vacina.

Segundo o Ministério da Saúde, de julho de 2017 até o último domingo (14), foram confirmados 35 casos de febre amarela no país, dos quais 20 resultaram na morte do paciente. Ao todo, foram notificados 470 casos suspeitos, dos quais 145 permanecem em investigação e 290 foram descartados.

Grande parte dos casos ocorre na Região Sudeste e envolve moradores de zonas rurais ou que tiveram contato com áreas silvestres por motivo de trabalho ou lazer. Fonte agencia brasil e foto divulgação
05  Entretenimento/ESPORTE

O Espírito Santo terá um Campeonato Rural de Futebol Amador

O lançamento foi feito pelo governador em exercício, César Colnago, e pelo secretário de Estado de Esportes e Lazer, Roberto Carneiro, na manhã desta quarta-feira (17), durante solenidade realizada no Palácio Anchieta, em Vitória.

A previsão é iniciar a competição no dia 03 de março. O investimento será de aproximadamente R$ 1,5 milhão. Dos 78 municípios do Estado, 74 foram convidados para participar, formando as equipes ou seleções para representá-los. Apenas Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica (os quatro mais populosos do Espírito Santo e com menor densidade de área rural) não foram listados.

Para se inscrever, a secretaria municipal interessada deve acessar o site da Sesport (www.sesport.es.gov.br) ou entrar em contato por telefone (números 3636-7003 ou 3636-7004). As dúvidas também podem ser tiradas pelo e-mail campeonatorural@sesport.es.gov.br.

Não serão aceitos jogadores profissionais. E todos os atletas devem ser maiores de 18 anos. O torneio será em sistema “mata-mata“, com jogos regionalizados de ida e volta. Somente a decisão de terceiro lugar e a finalíssima que serão em partidas únicas, com data prevista para o dia 16 de junho, no Estádio Estadual Kleber Andrade. 

Ainda durante o evento no Palácio foi lançado o projeto “Bola no pé“, um convênio entre a Sesport e o Ministério do Esporte, no valor de R$ 250.000,00, destinado à realização dos campeonatos capixabas de futebol nas categorias sub-15, 17 e 20, além do Campeonato Interligas. Aproximadamente 1.900 atletas serão beneficiados, distribuídos em 68 equipes. 

“Essa é uma ação fundamental, organizando a partir dos municípios, com recursos do Estado, fomentando e despertando ainda mais essa paixão pelo futebol que é, sem dúvida, uma paixão nacional. Uma união de forças entre a sociedade civil, os clubes, as ligas, as federações e o Governo do Estado para levantar e fazer decolar o futebol capixaba, que é um celeiro de atletas“, disse o governador em exercício, César Colnago, durante o evento.

Segundo o secretário de Estado de Esporte, Roberto Carneiro, o Campeonato Rural movimentará todo o interior do Espírito Santo. “Futebol é um esporte das massas. Por isso, temos certeza que esta competição atrairá uma grande média de público, com muitas emoções em campo. O Governo do Estado, que está cuidando tão bem das contas, também segue cuidando das pessoas, promovendo práticas saudáveis e diversão para a população de cada parte do território capixaba“, comentou o secretário.

Fonte Governo do ES e foto Prefeitura de Itaguaçu

:)