Tradição familiar na confecção de joias conta com apoio do Bandes de Colatina

A ourivesaria é a arte de criar ornamentos ou joias a partir de metais preciosos, predominantemente o ouro e a prata. O ourives atua como um artesão, manipulando os metais e criando ornamentos delicados com um valor não apenas monetário, mas também artístico. Mas além de uma arte, a profissão rende boas oportunidades de negócio.

É o caso de Weverton Pires, que abriu em Colatina a “Ello´s Joias”. Ele fabrica e comercializa joias, principalmente alianças e cordões masculinos. Para a abertura do negócio, o empreendedor buscou o apoio do Nossocrédito, programa de microcrédito do Governo do Estado. “Procurei o banco para montar o negócio, depois em outras ocasiões precisei de recursos para compra de maquinário e de mobiliário”, destaca Weverton.

Ele explica que quando foi morar na cidade de Colatina, buscou trabalhar com outras atividades, mas logo começou a fazer pequenos serviços de reparos para complementar a renda. Quando surgiu a oportunidade de adquirir um ponto fixo não teve duvidas em investir.

Mas o empreendedor lembra que o começo não foi fácil. “O ponto não era tão movimentado como é hoje, e ainda teve um ano que perdi quase tudo por causa da chuva”, relata. Neste momento o empreendedor também contou com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), que abriu uma linha de crédito emergencial para os empreendedores atingidos pela chuva. Hoje, Weverton possui sua oficina com maquinário moderno adquirido também por meio de recursos contratados pelo banco de desenvolvimento capixaba, possibilitando ampliar sua produção e a fabricação das peças com maior qualidade e agilidade.

Apoio mais que necessário

O Bandes está de portas abertas para o empreendedor.  Para isso, oferece linhas com financiamentos que chegam a R$ 200 mil para comprar móveis, utensílios, equipamentos, bens de informática, ou para financiar obras civis, gastos de pesquisa, treinamento de recursos humanos ou capital de giro, entre outros itens.
 
De acordo com o diretor de Crédito e Fomento do banco capixaba, Everaldo Colodetti, outra opção são os programas Nossocrédito e Seguir Crescendo, para solicitar até R$ 20 mil e R$ 50 mil, respectivamente, tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. “São programas diferenciados pelas taxas de juros que variam de acordo com o valor financiado, para que você possa financiar capital de giro ou investimentos”.

Como funciona

O Nossocrédito funciona por meio de uma parceria entre Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), Banestes, Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), prefeituras e Sebrae-ES. O Programa está presente em todos os municípios do Espírito Santo, e conta com agentes capacitados e treinados pelo Bandes. Os endereços de todas as agências do Nossocrédito estão disponíveis no site do Bandes (www.bandes.com.br).

Fonte e foto Bandes

:)