Com apoio do Bandes, micro e pequenas empresas do Estado ganham força

No Espírito Santo, a indústria do vestuário e acessórios é uma das que mais emprega e movimenta a economia. A cadeia produtiva do setor agrega micro, pequenas e médias empresas, que interagem entre si e compõem, de forma produtiva, o segmento do setor têxtil. Um bom exemplo dessa potencialidade é a microempreendedora de Marilândia, Fátima Venturin Ramos, que fabrica roupas íntimas.
 
Ela trabalha há mais de 25 anos com produção roupas íntimas, como lingeries e camisolas, e sempre comercializou seus produtos para que outras pessoas revendessem. Essa parceria com ‘sacoleiras’ permitiu que seus produtos chegassem não só a outros municípios da região, como também a outros estados.
 
Nesses anos de produção, para investir em capital de giro e compra de matéria-prima e maquinário, Fátima contou com o apoio do Nossocrédito, programa de microcrédito produtivo e orientado do Governo do Estado, e com gestão do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). No total foram quatro contratos de microcrédito, sempre com foco em sua pequena produção.
 
Toda a fabricação e o comércio eram feitos em um cômodo de sua residência e muitas vezes a vida profissional e pessoal ficavam misturadas. “A pessoa chegava a minha casa e me chamava, eu parava os outros afazeres para atender. O espaço para produção era bem dividido, mas não tinha conforto para os clientes, foi aí que resolvi que estava na hora de abrir uma loja”, destaca Fátima.
 
Para a construção de sua loja, a empreendedora contou com outra linha de crédito do Bandes, do programa Seguir Crescendo, onde pôde investir na obra, mobília e compra de maquinário. O espaço, antes improvisado, tornou-se a “Fátima Moda Íntima”, local que a empreendedora pode atender melhor à clientela tanto nas vendas por atacado como por varejo.
 
“Este empreendimento é um bom exemplo da política de desenvolvimento trabalhada pelo Bandes com o microempreendedor: No início, ele participa de um programa que envolve orientação ao crédito, oferta de capacitações e acompanhamento do plano de negócios, tudo pelo Nossocrédito. Na medida em que o empreendedor se estrutura, ele passa a ser atendido pelo Seguir Crescendo, destinado a empreendimentos ainda na faixa do microcrédito, mas que possuem uma necessidade maior de investimento”, destaca o diretor de Crédito e Fomento do Bandes, Everaldo Colodetti. 
Nossocrédito
 
Apoiando principalmente atividades produtivas relacionadas ao comércio, o Nossocrédito permite que pequenos empreendedores, inclusive autônomos e associações, possam melhorar seus negócios com pequenas reformas como pinturas, produção e instalação de letreiros, compra de equipamentos, de ferramentas e de matérias-primas. O Programa também permite o financiamento de capital de giro. 
 
O Nossocrédito funciona por meio de uma parceria entre Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), Banestes, Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), prefeituras e Sebrae-ES. O Programa está presente em todos os municípios do Espírito Santo, e conta com agentes capacitados e treinados pelo Bandes. Os endereços de todas as agências do Nossocrédito estão disponíveis no site do Bandes (www.bandes.com.br).
 
Seguir Crescendo
 
O Programa Seguir Crescendo financia desde a compra de mercadorias e insumos, no caso da modalidade capital de giro, até a compra de equipamento e obras para implantação e ampliação de empreendimentos, quando se trata da modalidade investimento. Com créditos de até R$ 50 mil, o Programa Seguir Crescendo teve em 2017 um total de 1,4 mil contratos, com mais de R$ 23,5 milhões liberados por todo o Estado.
 
Simulação
 
Caso esteja interessado, você pode fazer uma simulação no site ou no aplicativo para smartphones. Basta responder algumas perguntas para saber que tipo de crédito é o ideal. “Esta ferramenta é muito útil porque permite calcular o valor que você pode obter em cada instituição financeira, além dos prazos de pagamento e taxas de juros que deverá pagar em cada caso”, destaca o diretor de Crédito.
 
O atendimento pode ser feito presencialmente na sede do banco. Pelo site, você encontra os endereços dos parceiros consultores, em todos os municípios capixabas.

Fonte e foto Bandes

:)