Prefeitura de Colatina alerta população para os horários de coleta de lixo

A Prefeitura de Colatina no ES, alerta a população para que procure obedecer os horários de coleta de lixo úmido, conforme o cronograma de rotas do Sanear, que funciona com um total de oito carros e 52 servidores, para atender a todos os bairros, de segunda a sábado, nas manhãs, tardes e até noites, e o interior (de dia), com exceção apenas dos domingos e feriados.

O Sanear alerta para que a população evite colocar o lixo na rua fora dos dias e horários de coleta, ou seja, nem muito antes da passagem do caminhão coletor compactador, e nunca depois que ele passar, caso o morador tenha esquecido de colocar no ponto de coleta.

O órgão pede que a população adote algumas atitudes importantes, mas muito simples, que contribuem para a limpeza das ruas, dos bairros e da cidade, evitando principalmente que animais espalhem e deixem o local sujo, ou que seja carregado pelas chuvas para os bueiros, que entopem, causando inundação e outros transtornos.

Os moradores devem colocar o lixo úmido que recolherem em suas casas em sacos plásticos, fechados e aguardarem o dia e horário da coleta em suas ruas. Que eles só coloquem o material na calçada uma hora antes do caminhão passar, e lembrem que nos domingos e feriados não há coleta de lixo úmido.

Alerta que, ao varrerem as calçadas, tenham cuidado para não jogarem as folhas e os detritos nos bueiros. Os bueiros não são lixeiras. Eles existem para escoar a água que captam das chuvas e enviam para as galerias pluviais, e devem estar sempre limpos e desobstruídos. Que depois de varrer, recolham o lixo num saco plástico, para depois colocar no local e horário certos para a coleta.

Que também evitem colocar lixo nos terrenos baldios, porque na verdade os terrenos baldios não são lixeiras para acumular lixo. Chama atenção também para outro problema bastante comum existente nos terrenos baldios, que é a colocação de materiais como móveis, pneus, garrafas, entre outros. Estes locais sujos servem também como atrativos para mosquitos, ratos, cobras, baratas, formigas e escorpiões, entre outros tipos de animais.

Com um cenário destes, a concentração de tantos detritos e animais e exalando muito mau cheiro, é certa a proliferação de doenças como diarreias, parasitoses, amebíase, leshmaniose, e até dengue e zika, as doenças provocadas pelo mosquito aedes aegypti. Além disso, também, é importante ficar alerta, porque todos estes materiais são focos de incêndio.Por tudo isso, o Sanear apela à população para que contribua para que os terrenos estejam sempre limpos e cercados.

Fonte e foto Secretaria de Comunicação da Pref. de Colatina

:)