PM faz escoltas para garantir serviços e produtos essenciais à população capixaba

A Polícia Militar realizou 516 escoltas de comboios de caminhões para garantir serviços essenciais e a chegada de produtos cruciais para a população capixaba. As ações são desenvolvidas desde o último dia 25 e são medidas para enfrentar os efeitos da greve dos caminhoneiros.

E um dos novos pontos para a manutenção da segurança e do transporte de cargas no Estado é a operação Rota Segura, anunciada nesta quarta-feira (30), em coletiva de imprensa. A ação é da Polícia Militar, com a colaboração da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A PM e a PRF vão garantir a livre circulação de caminhões, carregados ou não. No Sul, a escolta é realizada na ES-060 (Rodovia do Sol), começando em Presidente Kennedy e indo até a Região Metropolitana da Grande Vitória. Já no Norte, os trabalhos de escolta serão na BR-101, saindo da Grande Vitória e indo até Conceição da Barra.

O governador Paulo Hartung lembrou também de outros esforços do Governo do Estado, como o transporte, que começou nesta quarta-feira (30), de 3 mil toneladas de farelo de milho para alimentar aves e suínos.

“Fui ao Porto de Tubarão onde já iniciou o carregamento dos caminhões com farelo de soja. O material vai direto para Santa Maria de Jeribá onde vai alimentar aves e suínos. Este é mais um passo importante para o setor que estava vivendo grande tensão. Recentemente conseguimos o milho estocado pela Conab e agora somamos com o farelo. Estamos vendo a greve enfraquecendo e, consideremos, importante que termine o mais cedo possível para o país voltar a produzir e crescer. O Governo está empenhado no esforço no sentido de reestabelecer a normalidade, nossas equipes estão fazendo um trabalho de facilitador”, disse Paulo Hartung.

Ainda em relação ao transporte de cargas, foi garantido o abastecimento integral de gás de cozinha na Grande Vitória e, nas últimas 24 horas, a PM realizou escoltas para levar o produto a grande parte do interior do Estado.

Os trabalhos efetuados pela PM foram essenciais ainda para garantir que todas as frotas do transporte público fossem abastecidas e para que estejam 100% disponíveis aos usuários. Os postos de combustíveis na Grande Vitória estão 100% abastecidos e, no interior, esse índice é de 70%, segundo informações do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Espírito Santo (Sindipostos-ES).

A Polícia Civil também assumiu trabalhos importantes. A instituição ficou encarregada das escoltas de comboios com os produtos essenciais para os supermercados.

Em nenhum momento, desde o início da paralisação, os serviços essenciais do Estado ficaram prejudicados. Os trabalhos dos setores da Educação, Saúde e das Forças da Segurança Pública estão normalizados, com 100% das atividades operando.

Já Ceasa, por sua vez, tem recebido 70% dos produtores que normalmente comparecem ao local.

Pontos de protesto

As manifestações dos caminhoneiros iniciaram com 39 pontos de protesto no Espírito Santo. No fim de semana, esse número caiu para 29 e, nesta quarta-feira (30), foi para 19, sem nenhum local de obstrução do trânsito. No início do movimento, 2.614 caminhões estavam parados. Agora, são 830 veículos às margens das vias estaduais e federais.

Fonte e foto Governo do ES

:)