Nova linha de crédito especial para micro e pequenos empreendedores colatinenses

Os micro e pequenos empreendedores colatinenses também são beneficiados com uma linha de crédito voltada para os capixabas e mineiros afetados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Minas Gerais. É o Desenvolve Rio Doce, o Fundo de Incentivo à Economia Local, criado no ano passado pelo acordo de cooperação técnica entre o Bandes (Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo), o BDMG (Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais) e a Fundação Renova.

São 39 municípios impactados, sendo 35 mineiros e quatro capixabas. No Espírito Santo, também estão sendo atendidos pelo financiamento os empreendedores os de Baixo Guandu, Linhares e Marilândia. Com o Desenvolve Rio Doce eles têm a oportunidade de fazer financiamento com o valor da taxa de juros a partir de 0,79% ao mês e, aos valores mínimos de R$ 10 mil até valor máximo de R$ 200 mil. A carência é de até três meses e as parcelas são fixas.

Segundo o Secretário de Comunicação José Paulo da Costa, que responde também pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o programa já liberou mais de R$ 4 milhões de recursos e tem contribuído para o potencial das regiões dos municípios capixabas beneficiados com o fundo de crédito operacionalizado pelo Bandes, que apoia os diversos empreendimentos afetados com o recurso do capital de giro, para que os empreendedores e suas famílias mantenham ou ampliem seus negócios.

A expectativa é que o acesso à linha de crédito seja uma importante ferramenta para o fortalecimento e a consolidação dos negócios, dinamizando a economia local e gerando oportunidades de emprego e renda, aliado à missão do Bandes.

Para ter acesso ao financiamento, os interessados devem procurar a agência do Nosso Crédito, que fica localizada na Avenida Getúlio Vargas, 98, Centro, Colatina (interior do Sine- Sistema Nacional de Emprego). 3177-7227.

Fonte Prefeitura de Colatina e foto exame

:)