Brejetuba tem primeiros produtores integrados ao Programa de Avicultura do Bandes

Os irmãos Wilson Ambrozim e Geovani Spadeto, do distrito de Alto Rancho Dantas, em Brejetuba, são os primeiros produtores de base familiar a investir na produção avícola de forma integrada do Programa de Avicultura do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) no município. A inauguração das granjas apoiadas pelo banco no município acontece nesta quinta-feira (02).

Os pioneiros no sistema de produção integrada em Brejetuba estão animados com o investimento. “Estamos inaugurando as duas granjas e o início da produção será já com a capacidade das duas granjas que construímos. Nossa ideia é aos poucos tornar a produção de frangos para corte a atividade principal da família”, explica Wilson. Cada galpão financiado pelo Bandes na propriedade dos produtores rurais tem capacidade de 35 mil aves, totalizando 70 mil frangos.

Além de conceder o financiamento, por meio do Programa, o Bandes articula uma parceria com a agroindústria e os produtores do setor para a consolidação de um sistema integrado. Os produtores rurais Wilson e Geovane optaram por investir na avicultura como fonte de renda alternativa à produção cafeeira na propriedade. Wilson explica que conheceu o programa por meio da agroindústria Uniaves, responsável pela assistência técnica e aquisição da produção dentro do Programa.

Programa de Avicultura do Bandes

Para expandir a oferta de frango vivo para o processamento industrial em abatedouros no Espírito Santo e, consequentemente, aumentar a oferta do produto no mercado capixaba, o Bandes articulou uma parceria tríplice entre o próprio banco, a agroindústria local e os produtores do Estado para promoção de um sistema integrado no setor de avicultura. O regime de produção de frango, sob a modalidade de integração, possui uma série de vantagens.

Para o avicultor há a garantia de venda do produto a preços justos, o acesso a conhecimentos tecnológicos necessários para a construção das instalações e para a operacionalização da atividade e o fornecimento de insumos (ração, pintos de um dia, produtos veterinários, além de outros). Já a agroindústria ganha com regularidade da oferta e com a possibilidade de se obter matéria prima de qualidade superior.

“A avicultura já é a segunda atividade mais apoiada pelo Bandes por meio de suas linhas de crédito direcionadas ao segmento rural. Nossa preocupação é expandir a oferta de frango vivo para o processamento industrial em abatedouros no Espírito Santo e, consequentemente, aumentar a oferta do produto no mercado capixaba”, destaca o diretor de Crédito e Fomento o banco capixaba, Everaldo Colodetti.

O Programa de Avicultura Industrial tem como objetivo incentivar a articulação da cadeia produtiva e conceder mais estímulo para ampliar a cadeia produtiva ligada à agroindústria avícola capixaba. Ele visa à promoção de um sistema integrado no setor de avicultura, expandindo a oferta de frango vivo para o processamento industrial em abatedouros no Espírito Santo.

Fonte e foto bandes

:)