TRE-ES realiza sorteio para ordem de exibição da propaganda eleitoral gratuita

Em reunião com representantes dos partidos políticos, coligações e emissoras de rádio e TV, o Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) realizou, na manhã de ontem (quinta-feira 23), o sorteio da ordem de veiculação dos programas eleitorais transmitidos em Rádio e Televisão, as emissoras que serão cabeças de rede na veiculação da propaganda eleitoral gratuita e os planos de mídia das Eleições Gerais de 2018.

A propaganda eleitoral gratuita inicia-se na próxima sexta-feira (31/8) e encerra-se no dia 04 de outubro. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo, Desembargador Annibal de Rezende Lima, acompanhando do diretor geral do TRE-ES, Alvimar Dias Nascimento; dos juízes auxiliares Cristiane Conde Chmatalik, Maria do Céu Pitanga de Andrade e Délio Rocha Sobrinho; Antônio Henrique Antunes, servidor da Seção de Cadastro e Informações Eleitorais e de Lander Fontes de Paula, assessor de planejamento estratégico, que conduziu a reunião e explicou as regras para o sorteio da propaganda.

Sorteio

O sorteio seguiu a sistemática prevista na Resolução TSE nº 23.551/2017. A ordem de veiculação do primeiro dia da propaganda, que serve de parâmetro para os dias subsequentes, é a seguinte:

Governador:
1º - Coligação em Defesa da Vida e da Família (PR, PRB, PSL)
2º - Frente de Esquerda Socialista (PCB, PSOL)
3º - Espírito Santo Mais que Igual ((AVANTE, DC, DEM, PC do B, PDT, PHS, PP, PPL, PPS, PROS, PRP, PSB, PSC, PSD, PSDB, PTC, PV, SOLIDARIEDADE)
4º - Inovação com Competência (PMB, PTB)
5º - Partido dos Trabalhadores (PT)
6º - Um Novo Caminho para o Espírito Santo (MDB, PATRI, PMN, PODE, PRTB, REDE)

Senador:
1º - Inovação com Competência (PMB, PTB)
2º - Partido Novo (NOVO)
3º - Um Novo Caminho para o Espírito Santo (MDB, PATRI, PMN, PODE, PRTB, REDE)
4º - Partido dos Trabalhadores (PT)
5º - Espírito Santo Mais que Igual (AVANTE, DC, DEM, PC do B, PDT, PHS, PP, PPL, PPS, PROS, PRP, PSB, PSC, PSD, PSDB, PTC, PV, SOLIDARIEDADE)
6º - Frente de Esquerda Socialista (PCB, PSOL)
7º - Coligação em Defesa da Vida e da Família (PR, PRB, PSL)

Deputado Federal:
1º - Espírito Santo Forte (DEM, PDT, PRP, PSD, PSDB, SOLIDARIEDADE)
2º - Espírito Santo Mais Forte (PC do B, PHS, PP, PPS, PROS)
3º - Democracia Cristã (DC)
4º - Hora de Avançar (AVANTE, PPL, PSB, PSC, PTC, PV)
5º - Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB)
6º - Coligação em Defesa da Vida e da Família (PR, PRB, PSL)
7º - A Força do Trabalho (MDB, PATRI, PMN, PODE, REDE)
8º - Partido dos Trabalhadores (PT)
9º - Frente de Esquerda Socialista (PCB, PSOL)
10º - Inovação com Competência (PMB, PTB)
11º - Partido Novo (NOVO)

Deputado Estadual:
1º - A Força do Trabalho (DEM, PDT, PPL, PSD)
2º - Democracia com Fé e Coragem (DC, PSB)
3º - Espírito Santo Justo (AVANTE, PPS, PTC)
4º - União pelo Espírito Santo (PC do B, PRP)
5º - Movimento Democrático Brasileiro (MDB)
6º - Inovação com Competência (PMB, PTB)
7º - Coligação em Defesa da Vida e da Família (PR, PRB, PSL)
8º - Partido dos Trabalhadores (PT)
9º - Frente de Esquerda Socialista (PCB, PSOL)
10º - Novos Caminhos (PSC, PSDB)
11º - Social Progressistas (PP, PROS)
12º - Compromisso com o Espírito Santo (PATRI, PMN, PODE, PRTB, REDE)
13º - Coligação por Amor ao Espírito Santo (PHS, PV, SOLIDARIEDADE)

As inserções para todos os cargos serão diárias. O Plano de Mídia completo para cada cargo e respectivas coligações e partidos, e demais orientações estão disponíveis, no site do TRE-ES, na aba “Eleitor e eleições”, “Eleições 2018”, Propaganda Eleitoral”.

Como dispõe a Resolução TSE nº 23.551/2017, após a primeira exibição dos programas eleitorais, será adotado sistema de rodízio. Desta forma, o partido político ou a coligação que teve sua propaganda apresentada em último lugar será deslocado para o primeiro lugar da ordem de exibição da propaganda no dia seguinte e assim sucessivamente.

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão começa no próximo dia 31 de agosto e termina no dia 4 de outubro deste ano. Os critérios para distribuição do tempo destinado a cada partido ou coligação com candidato foram fixados pela Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições) e regulamentados no artigo 48 da Resolução TSE nº 23.551/2017.

Fonte e foto TER/ES

:)