Sudene promoverá oficina de trabalho sobre desenvolvimento do ES

A Findes participou ontem (terça-feira 28), em Brasília, de reunião promovida pela Associação Nordeste Forte, que congrega presidentes de Federações da região, além de representantes dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. O encontro teve a presença do novo superintendente da Sudene, Antônio Ribeiro, que apresentou o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE).

Dividido em três etapas, o PRDNE apresentará um diagnóstico das demandas da indústria, promoverá oficinas de trabalho nos Estados da região entre outubro e novembro, ouvindo propostas para a construção do programa, a fim de estabelecer uma agenda de desenvolvimento sustentável, com orçamento e metas definidos junto ao setor produtivo. O presidente do Sistema Findes, Léo de Castro, destacou que a iniciativa está alinhada aos projetos da Federação.

“No Espírito Santo, realizamos em agosto cinco painéis, concluindo a primeira etapa do Indústria 2035, programa desenvolvido pelo Ideies em parceria com a equipe da Federação das Indústrias do Paraná. Vamos contribuir nas oficinas de trabalho do PRDNE com parte da análise que fizemos para identificar setores portadores de futuro da economia capixaba”, argumentou Castro.

O superintendente da Sudene citou o roadshow realizado em Linhares em maio deste ano, exaltou a importância da Superintendência para o desenvolvimento local e reforçou convite para participação dos industriais na oficina de trabalho que será realizada no Espírito Santo entre outubro e novembro. Entre os pontos a serem discutidos: infraestrutura, qualificação profissional, ambiente de negócios e baixo índice de inovação.

“Ouvi dos empresários do Norte do Espírito Santo que a região foi transformada a partir da criação da Sudene. Queremos atuar juntos para melhorar o ambiente de negócios e a infraestrutura, ampliando também o nível de investimento e crescendo acima da média nacional. Este projeto não é algo da Sudene, mas uma criação coletiva do setor produtivo, no qual a indústria tem papel fundamental”, pontuou Ribeiro.

Fonte e foto Cinthia Pimentel
Comunicação Integrada-SISTEMA FINDES

:)