EDITAL DE EXTRAVIO DO BLOCO DE NOTAS FISCAIS

VALDECIR STRELOW, brasileiro, produtor rural, residente no Córrego São Pedrinho – Zona Rural – Boapaba – Colatina-ES, portador do CPF nº 001.754.387-81, proprietário do imóvel rural denominado Sítio Strelow, Inscrição de Produtor n.º 110.920.35-0, localizado no Córrego São Pedrinho –Zona Rural – Boabapa – Colatina-ES, vem respeitosamente a presença de V. Sa. COMUNICAR O EXTRAVIO do Bloco de Notas Fiscais de nºs 000056 a 000075, conforme edital em anexo, com a respectiva multa espontânea pelo extravio.

Colatina-ES, Dia  21 de maio de 2024.

Colatina vai apresentar as 20 startups finalistas do Programa Gênesis

O evento de apresentação das startups e entrega dos recursos do Gênesis será no dia 16 de maio. Foto Univer. Est do Ceara

A Prefeitura de Colatina, em parceria com a Incubadora do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) – Campus Colatina, vai apresentar as 20 startups finalistas do Programa Gênesis. O Programa visa incentivar ideias inovadoras de empreendedores e estimular a abertura de startups na região.

O evento de apresentação das startups e entrega dos recursos do Gênesis será no dia 16 de maio, a partir das 18h30, no Auditório do IFES – Campus Colatina. Para se inscrever, basta clicar neste link – https://www.sympla.com.br/evento/genesis/2442752?_gl=1edn8tj_gaMTMwMzQxMjE5NC4xNjk5Mjg4MDcz_ga_KXH10SQTZF*MTcxNDQ5NTM4Ni40LjEuMTcxNDQ5NTM4OS41Ny4wLjc3MzEwNTU5MA&share_id=copiarlink&referrer=www.colatina.es.gov.br

O Programa Gênesis é uma realização da Prefeitura de Colatina em parceria com o Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) e com o Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes) Campus Colatina.

Alinhado com as diretrizes do MCI – Mobilização Capixaba Pela Inovação, o Programa Gênesis desempenha um papel importante no fortalecimento e interiorização da inovação no Espírito Santo. Para o prefeito Guerino Balestrassi, a cidade se tornou modelo de inovação no estado. “Colatina vem se destacando no Espírito Santo com as nossas políticas públicas que visam incentivar ideias inovadoras de empreendedores e estimular a abertura de startups na região. É deste segmento que irá surgir o emprego do futuro, os novos postos de trabalho. Por isso queremos apoiar as propostas de negócios inovadores e fixar nossos jovens na cidade, gerando renda no município”, disse o prefeito.

No Programa Gênesis foram inscritas 170 ideias. Após as fases de capacitação e de seleção, foram selecionadas 20 startups. São ideias inovadoras de qualquer área, seja social, tecnológica, em saúde, transporte, ou outras, que tenham um produto ou serviço ofertado com grande potencial de mercado. Foram investidos neste edital R$ 600 mil, sendo R$ 30 mil para cada um dos 20 projetos contemplados.

Gênesis

Data: 16 de maio

Horário: 18h30

Local: Auditório do Ifes Campus Colatina

Programação:

18h30 – Abertura

18h50 – Atualização do programa + mapeamento

19h20 – Apresentação dos pitchs

20h10 – Entrega das placas

20h30 – Case de sucesso

21h00 – Encerramento – Fonte PMC

Mais de 4 Milhões para Construção do Trevo de Acesso ao Polo Empresarial de Baixo Guandu

Deputado Dary, vice-prefeito Patrick e o prefeito Lastênio trabalhando para o desenvolvimento da cidade.

Nessa sexta 10/05, aconteceu a Cerimônia de Assinatura da Ordem de Serviço para Construção do Trevo de Acesso ao Polo Empresarial de Baixo Guandu.

Com o objetivo de atrair investimentos, dinamizar a economia e revitalizar a indústria local, no ano de 2009, o Prefeito Lastênio Cardoso criou o Polo Empresarial de Baixo Guandu.

UM MARCO PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E EMPREGOS NO MUNICÍPIO.

Na época o município adquiriu o terreno e repassou à Superintendência dos Projetos de Polarização Industrial (Suppin) que foi responsável pela criação do Empreendimento, que hoje conta com 42 lotes com diversas empresas, gerando centenas de empregos nos mais variados setores, demonstrando sua importância para a economia do município.

Economia que vem sendo destaque também nessa gestão. De 2021 até março de 2024, foram criados 848 NOVOS POSTOS, de acordo com a CAGED Nacional.

Outro dado que confirma o excelente momento econômico é o número de empresas em atividade. Em janeiro de 2021 haviam 1600 empresas em atividade na cidade. Hoje são mais de 4.000, de acordo com a Junta Comercial do Espírito Santo.

Tudo isso é fruto de uma gestão séria e transparente que recebeu recentemente o reconhecimento da Federação das Indústrias do Espírito santo FINDES com a melhor evolução no Índice de Ambiente de Negócios do Espírito Santo quando comparados com outros municípios do mesmo porte.

Além disso, na última quarta-feira, Baixo Guandu conquistou o terceiro lugar no Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora 2024, na categoria Sala do Empreendedor! Um reconhecimento do compromisso da cidade com o crescimento sustentável e o apoio aos empreendedores locais.

Deputado Dary, vice-prefeito Patrick e prefeito Lastênio, trabalhando para atrair investimentos, dinamizar a economia da cidade.

Ontem sexta 10/05, aconteceu a Cerimônia de Assinatura da Ordem de Serviço para Construção do Trevo de Acesso ao Polo Empresarial de Baixo Guandu.

Com o objetivo de atrair investimentos, dinamizar a economia e revitalizar a indústria local, no ano de 2009, o Prefeito Lastênio Cardoso criou o Polo Empresarial de Baixo Guandu.

UM MARCO PARA O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E EMPREGOS NO MUNICÍPIO.

Na época o município adquiriu o terreno e repassou à Superintendência dos Projetos de Polarização Industrial (Suppin) que foi responsável pela criação do Empreendimento, que hoje conta com 42 lotes com diversas empresas, gerando centenas de empregos nos mais variados setores, demonstrando sua importância para a economia do município.

Economia que vem sendo destaque também nessa gestão. De 2021 até março de 2024, foram criados 848 NOVOS POSTOS, de acordo com a CAGED Nacional.

Outro dado que confirma o excelente momento econômico é o número de empresas em atividade. Em janeiro de 2021 haviam 1600 empresas em atividade na cidade. Hoje são mais de 4.000, de acordo com a Junta Comercial do Espírito Santo.

Tudo isso é fruto de uma gestão séria e transparente que recebeu recentemente o reconhecimento da Federação das Indústrias do Espírito santo FINDES com a melhor evolução no Índice de Ambiente de Negócios do Espírito Santo quando comparados com outros municípios do mesmo porte.

Além disso, na última quarta-feira, Baixo Guandu conquistou o terceiro lugar no Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora 2024, na categoria Sala do Empreendedor! Um reconhecimento do compromisso da cidade com o crescimento sustentável e o apoio aos empreendedores locais.

Governo do ES anuncia novos investimentos em Colatina

Casagrande acompanhou a construção do Centro de Ciência e Tecnologia com investimento de R$ 3,22 milhões,.

O governador do Estado, Renato Casagrande, inaugurou, nesta sexta-feira (10), a recuperação funcional do trecho da Rodovia ES-248 entre Colatina e Linhares, totalizando uma extensão de 53 quilômetros. Durante a agenda, Casagrande visitou obras em andamento e anunciou novos investimentos em Colatina, carinhosamente conhecida como a “Princesa do Norte”.

“Gosto muito de Colatina e sempre estive presente na cidade, fazendo entregas e anunciando novas obras. Acabamos de inaugurar uma rodovia linda que liga Linhares, Colatina e Marilândia. Nossa tarefa é melhorar a infraestrutura das nossas estradas, mas peço cautela aos motoristas pois ainda perdemos muitas vidas no trânsito. Nossa prioridade número um é proteger as pessoas. Isso só é possível em um Estado organizado, capaz de responder às emergências e de investir em todos os 78 municípios capixabas”, afirmou o governador.

No início da agenda, o governador inaugurou as obras de recuperação do pavimento da ES-248. As intervenções também incluíram a demolição das antigas drenagens e a implantação de novas sarjetas, meio-fios e bueiros. Mais de seis quilômetros de defensas metálicas foram instalados para garantir a segurança dos usuários. Próximo à comunidade da Lagoa do Batista foi implantada uma faixa multiuso de mais de 2,5 quilômetros.

Além desses serviços, o contrato contempla a manutenção desta rodovia até o final do ano de 2027. No total, o investimento do Governo do Estado foi de R$ 126 milhões. As obras foram executadas pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES). “Essa é uma rodovia muito utilizada pelos moradores da região noroeste e agora os usuários têm um acesso aos serviços básicos como saúde e educação muito mais seguro e eficiente”, comentou o diretor-geral do DER-ES, José Eustáquio de Freitas.

Casagrande também assinou o convênio entre o Estado e o Município para a execução das obras de recapeamento asfáltico de 32 ruas, nos bairros Columbia, Honório Fraga e José de Anchieta. As intervenções devem beneficiar cerca de 123 mil moradores. O investimento é de R$ 8,1 milhões e conta com 66 mil metros quadrados de pavimentação asfáltica, 7.770 metros de meio fio, 18 mil metros quadrados de calçada cidadã, 152 metros de rede de drenagem e 28 caixas ralo.

“É uma satisfação poder proporcionar esse momento para tantas famílias, com uma obra que traz segurança e qualidade de vida. Para muitos, pode até ser uma obra simples, mas quem vive aqui sabe a importância da melhoria das ruas. Quero agradecer a confiança de todos porque é assim que trabalhamos, pensando no próximo, visando à melhora da condição de vida das pessoas e planejando um Espírito Santo para o futuro”, destacou o secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente.

Com recursos provenientes do Fundo Cidades – Adaptação às Mudanças Climáticas, o Governo do Estado vai investir pouco mais de R$ 4 milhões na obra de drenagem no bairro Maria das Graças, contemplando aproximadamente 1.800 moradores do local. O serviço inclui ainda a construção de calçada e instalação de meio-fio. As obras vão permitir a condução subterrânea das águas pluviais até o Rio Doce.

“Essa intervenção vai proporcionar a melhoria da mobilidade urbana, evitando interrupção do tráfego de veículos e pedestres devido a alagamentos, bem como resultar na melhoria da qualidade de vida dos moradores e uma proteção ao patrimônio público e privado”, explicou a secretária de Estado do Governo, Maria Emanuela Alves Pedroso, gestora do Fundo Cidades.

Mais investimentos

Ainda durante a agenda, o governador do Estado fez visitas técnicas a obras em andamento no município. Casagrande acompanhou a construção do Centro de Ciência e Tecnologia, no bairro Esplanada, obra com investimento de R$ 3,22 milhões, também com recursos do Fundo Cidades. O equipamento deve receber, em média, nove mil visitantes por mês e será operado por meio de parceria entre o Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) e a Prefeitura Municipal.

A obra ocupa uma área de aproximadamente 2.125,46 metros quadrados, com três pavimentos. No térreo, haverá uma área de circulação livre sobre pilotis e um hall de recepção aos visitantes. No primeiro pavimento, são previstos dois auditórios, três salas multiuso e um espaço designado para a instalação da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Colatina. Uma varanda mirante proporcionará uma vista panorâmica da área.

No segundo pavimento, será instalado o Observatório Astronômico, composto por diversos tipos de telescópios, inclusive um telescópio solar.  Também será construído um planetário com 49 lugares, que oferecerá experiência imersiva na visualização da abóbada celeste; Laboratório de Realidade Virtual Ampliada, que permitirá a capacitação de alunos em programação, simulações em ambiente virtual.

E ainda, auditório com 136 lugares, para reuniões, eventos e conferências, varanda e terraço descoberto que oferecerá espaço ao ar livre para diversas atividades. Uma praça será construída ao redor do prédio, equipada com bancos para descanso, iluminação em LED e paisagismo, além de um deck.

Casagrande também fez uma visita às obras da nova Unidade de Saúde Básica (UBS), no Centro de Colatina. A unidade é uma das cinco nas quais o município foi contemplado, por meio do Componente Infraestrutura, do Plano Decenal APS+10. Ao todo, 52 municípios estão sendo contemplados com repasse de recursos para construção de 110 novas unidades básicas de Saúde em todo Espírito Santo. Somente na “Princesa do Norte”, o Governo do Estado está investindo R$ 14,52 milhões.

As unidades de Ayrton Senna e Colatina Velha já estão com a Ordem de Serviço para iniciarem as obras. As unidades de Maria das Graças e Santos Dumont terão prazo para Ordem de Serviço até junho. Todas elas seguirão o modelo arquitetônico desenvolvido pela Secretaria da Saúde (Sesa).

“Além da inovação que trazemos no modelo de Atenção Básica, junto ao Plano Decenal, com unidades de saúde modernas, temos também, em especial, a ampliação do acesso da população aos serviços de saúde”, destacou o subsecretário de Estado de Atenção à Saúde, José Tadeu Marino.

Outra importante obra em andamento é a reforma e ampliação da Seção Regional de Medicina Legal de Colatina, da Polícia Científica do Espírito Santo (PCIES). Com investimento estadual de R$ 1,8 milhão, toda a estrutura está passando por modificações, incluindo a recepção, consultórios, sala de necropsia e outras dependências. Localizada no bairro José de Anchieta, a SML-COL oferecerá diversos serviços de Medicina Legal, como exames de corpo de delito, exames cadavéricos, avaliações de lesões corporais e atendimento relacionado à violência contra mulheres.

“Esse é investimento relevante para as microrregiões Centro-Oeste e Noroeste e que dará apoio também à Regional Norte, que passa por uma reforma. Além da melhoria na estrutura, o quadro de servidores foi atualizado, em seu efetivo de médicos e auxiliares, além da aquisição de novos equipamentos. Visando a melhoria da qualidade de serviços tão sensíveis para a população”, afirmou o perito oficial geral, Carlos Alberto Dal-Cin.

Também estiveram presentes nas agendas, os prefeitos Guerino Balestrassi (Colatina), Bruno Marianelli (Linhares) e Gutim Astori (Marilândia); o deputado federal Josias Da Vitória; e os deputados estaduais Lucas Scaramussa, Raquel Lessa e Dary Pagung.

Aprovado reajuste para servidores do Judiciário

Aprovado reajuste para servidores do Judiciário
Deputados se reuniram em plataforma virtual para votar projeto enviado pelo Tribunal de Justiça / Foto: Ellen Campanharo.

Os deputados aprovaram em sessão extraordinária virtual o Projeto de Lei (PL) 266/2024, do Tribunal de Justiça (TJES), que concede reajuste de 4,5% para os servidores da ativa, aposentados e pensionistas do Poder Judiciário. A matéria foi acatada nesta quinta-feira (9) na Assembleia Legislativa (Ales).

De acordo com a mensagem assinada pelo presidente do TJES, desembargador Samuel Meira Brasil Junior, a repercussão orçamentária para este ano será de R$ 20.700.000. Já o impacto na contribuição previdenciária será de R$ 7.605.000. Para 2025 e 2026 esses valores deverão ser, respectivamente, R$ 30.780.000 e 11.407.500. 

“Esclarecemos que há saldo financeiro aprovado no exercício de 2024 para fazer face a presente despesa, conforme a Lei Estadual 12.024/23 (Orçamento). Informamos ainda que o projeto atende a todos os preceitos legais previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal, encontrando-se também dentro da programação aprovada no Plano Plurianual de Aplicações 2024/27 (Lei 11.955/2023) e na Resolução 12/2021 (Planejamento Estratégico TJES 2021/256)”, ressaltou.

Para análise da proposição foi convocada uma sessão ordinária virtual, onde o projeto foi lido no Expediente sujeito a simples despacho e, em seguida, teve o requerimento de urgência acatado no Expediente sujeito a deliberação. Na sequência, o presidente Marcelo Santos (Podemos) encerrou a sessão e convocou uma extraordinária.

A iniciativa foi analisada pelas comissões reunidas de Justiça e Finanças. O deputado Mazinho dos Anjos (PSDB) foi o relator e emitiu parecer pela constitucionalidade e aprovação, que foi acompanhado pelos membros dos colegiados e depois pelo Plenário da Casa. “O projeto segue o mesmo percentual concedido pelo Executivo”, informou.

Após a votação, Marcelo agradeceu aos parlamentares pela participação na sessão. “Fizemos uma agenda ordinária seguida de uma extraordinária para cumprir nossas obrigações. A matéria tinha ficado pendente porque carecia de aprovação no Pleno da Corte, que ocorreu agora, encaminharam para a Assembleia e demos uma resposta imediata, garantindo o reajuste proposto pelo egrégio Tribunal de Justiça”, destacou.

Quem também se manifestou foi o deputado Callegari (PL), que é servidor do Judiciário. Ele explicou que não está recebendo salário do Judiciário porque está licenciado para o exercício do mandato parlamentar e também parabenizou os pares pela sessão nesta quinta. “É uma justiça para os servidores do Judiciário, que como todos os demais servidores da máquina administrativa fazem o seu melhor para atender a população. Agradeço aos deputados que se prontificaram para estar aqui para votar o projeto”, frisou.

O PL segue agora para sanção ou veto do governador Renato Casagrande (PSB). Em caso de sanção, a lei derivada entra em vigor na data de sua publicação em diário oficial, com os efeitos financeiros contando a partir de 1º de maio. Fonte e foto ales

Indústria 4.0 redefine automação industrial com tecnologia; veja

Indústria 4.0 redefine automação industrial com tecnologia; veja
Descubra como as indústrias estão adotando soluções  avançadas para automação eficiente com a revolução da Indústria 4.0

Nos últimos anos, temos testemunhado uma transformação sem precedentes nas fábricas em todo o mundo, graças à ascensão da Indústria 4.0. Essa revolução tecnológica está redefinindo o cenário da automação industrial, introduzindo novas práticas que tornam a produção mais inteligente e eficiente do que nunca.

Ao permitir que máquinas se comuniquem entre si e realizem análises de dados em tempo real, a Indústria 4.0 abre caminho para uma nova era de fabricação. Este movimento está remodelando a face das fábricas, bem como alterando como as empresas operam e competem no mercado global.

Explorando a indústria 4.0 na automação industrial

A Indústria 4.0 está revolucionando a automação industrial, trazendo consigo uma série de elementos inovadores e benefícios significativos para as empresas que adotam essas tecnologias avançadas.

A Internet das Coisas (IoT) possibilita a coleta de dados em tempo real por meio de sensores inteligentes e dispositivos conectados, permitindo o monitoramento e controle remoto de máquinas e processos. Ao mesmo tempo, a computação em nuvem oferece flexibilidade e escalabilidade no armazenamento e processamento de grandes volumes de dados, viabilizando análises complexas e tomadas de decisões em tempo real.

A Inteligência Artificial (IA) e o Machine Learning capacitam sistemas a aprender e se adaptar automaticamente, otimizando processos industriais e identificando padrões para aprimorar a eficiência. Além disso, a Realidade Aumentada (RA) e Virtual (RV) fornecem informações contextuais aos trabalhadores, melhorando a eficiência operacional e facilitando a manutenção preditiva.

Benefícios da integração de sistemas ciberfísicos na automação industrial

A automação inteligente habilitada pela Indústria 4.0 está reduzindo o tempo de inatividade, aumentando a produtividade e a eficiência operacional para empresas em diversos setores. 

A análise de dados em tempo real permite a detecção precoce de falhas e correção de problemas, garantindo uma produção de maior qualidade e reduzindo o desperdício. Além disso, a otimização de processos e a manutenção preditiva resultam em menores custos operacionais e de manutenção, tornando as empresas mais competitivas.

A automação flexível possibilitada pela Indústria 4.0 permite a produção em lotes menores e a personalização em massa, atendendo às demandas dos clientes de forma ágil e eficaz.

Tecnologias-chave da indústria 4.0 impulsionando a automação industrial

Sensores e dispositivos conectados coletam dados sobre o desempenho das máquinas e processos em tempo real, permitindo a identificação imediata de problemas e implementação de medidas corretivas. Algoritmos analisam esses dados para prever falhas em equipamentos, possibilitando a realização de manutenção preventiva e evitando tempo de inatividade não planejado.

A análise em tempo real dos dados de produção ajuda a identificar gargalos e oportunidades de melhoria, permitindo ajustes imediatos para maximizar a eficiência e a produtividade. A monitorização constante dos parâmetros de produção permite a detecção precoce de variações e defeitos, garantindo a qualidade do produto final e reduzindo o desperdício.

Robôs colaborativos e autônomos estão sendo utilizados para realizar tarefas repetitivas e perigosas com precisão e eficiência, aumentando a produtividade e a segurança no local de trabalho.

Essas tecnologias-chave da Indústria 4.0 estão impulsionando a automação industrial, transformando radicalmente como as fábricas operam e proporcionando benefícios significativos em termos de eficiência, qualidade e competitividade.

Robótica colaborativa na automação industrial e desafios da adoção da indústria 4.0

Os robôs colaborativos são facilmente programáveis e adaptáveis a diferentes tarefas e ambientes de trabalho, oferecendo uma solução versátil para a automação industrial. No entanto, a adoção da Indústria 4.0 enfrenta desafios como a implementação de tecnologias avançadas, que requerem investimento significativo em infraestrutura, equipamentos e treinamento de pessoal.

Integrar sistemas legados com novas tecnologias pode ser complexo e demorado, exigindo uma abordagem cuidadosa para garantir compatibilidade e interoperabilidade. Além disso, a conectividade expandida aumenta o risco de ataques cibernéticos, exigindo medidas robustas de segurança para proteger sistemas e dados.

A mudança de mentalidade e a aceitação da automação por parte dos funcionários podem ser obstáculos, exigindo comunicação eficaz e um plano de gerenciamento de mudanças. Apesar desses desafios, exemplos bem-sucedidos de aplicação da Indústria 4.0 na automação industrial demonstram os benefícios tangíveis dessas tecnologias.

A análise de dados em tempo real, juntamente com tecnologias como IoT, IA e robótica colaborativa, está otimizando processos, reduzindo custos e melhorando a qualidade do produto em fábricas modernas. Essa revolução também está impulsionando eficiência energética e práticas sustentáveis, utilizando algoritmos de IA para identificar padrões e tendências que melhoram a eficiência operacional.

No entanto, é fundamental abordar preocupações éticas, de privacidade e impacto nos empregos ao avançar com a automação baseada em IA, exigindo uma regulamentação adequada para garantir um desenvolvimento responsável.

Águia Branca recebe mais de R$ 60 mi em obras

Águia Branca recebe mais de R$ 60 mi em obras

Marcelo Santos (esquerda) destacou harmonia entre os Poderes e papel da Ales para desenvolver o ES / Foto: Aldo Aldesco.

Um conjunto de ordens de serviço e visitas às obras estruturais, entrega de ambulância e tratores para o município de Águia Branca estiveram na pauta do governador do Estado, Renato Casagrande (PSB), e do presidente da Assembleia Legislativa (Ales), deputado Marcelo Santos (Podemos), no noroeste do estado nesta sexta-feira (19). Os investimentos públicos no município ultrapassam os R$ 60 milhões.

Os chefes dos Poderes Executivo e Legislativo foram acompanhados de uma comitiva que reuniu o prefeito de Águia Branca, Jailson Quiuqui, a deputada Raquel Lessa (ambos do PP), o diretor-presidente do Departamento de Edificações, Infraestrutura e Rodovias (DER-ES), José Eustáquio Freitas, além de vereadores e demais autoridades estaduais e locais.

Além de visitarem as obras de calçamento na comunidade São João, as autoridades assinaram, em solenidade, ordens de serviço para aquisição de vigas para duas pontes, reforma e ampliação do Centro Estadual Integrado de Educação Rural (Ceier), na zona rural, e obras às margens do Rio São José, que devem ajudar na prevenção das enchentes no município e na região.

Eventos climáticos

Os benefícios das obras em andamento e as previstas foram avaliados pelo prefeito de Águia Branca, destacando as do Rio São José, cujas enchentes, historicamente, têm causado grandes transtornos aos habitantes.

“Vai amenizar os efeitos das enchentes na nossa cidade, com investimento de mais de R$ 50 milhões, um sonho de 50 anos, que hoje é uma realidade, obras nas escolas, calçamentos rurais. Essas obras melhoram a trafegabilidade na região”, relatou Quiuqui.

Trabalho em parceria

O presidente da Ales enfatizou a atribuição constitucional dos Poderes do Estado, reiterando que a Assembleia Legislativa e o Poder de Executivo têm trabalhado harmonicamente e resguardando sua independência e autonomia:

“Não há um prego comprado com dinheiro público que não tenha passado pelo crivo dos deputados. São recursos que nós autorizamos para que o Estado possa promover o desenvolvimento. Nosso papel é esse, ao lado da população do Espírito Santo, principalmente para as pessoas que mais precisam. É para elas que nós temos de trabalhar. Nós estamos aqui para melhorar a vida das pessoas”, enfatizou. Marcelo Santos ainda lembrou que as obras estruturantes no município beneficiam não apenas Águia Branca, mas os municípios vizinhos e toda a região.

Com uma agenda intensa nas regiões Noroeste e Norte do estado nesta sexta-feira e no final de semana, o governador Renato Casagrande destacou as obras nas áreas de infraestrutura e educação.

“Comprendemos a necessidade de a gente ter boa infraestrutura, fazer com que a escola tenha um bom ambiente para o professor ensinar, o servidor trabalhar e para o aluno aprender, valorizando os profissionais da área da educação, investindo na educação do campo. É necessário que o trabalho feito em nossas escolas forme pessoas com a consciência de que é preciso a gente produzir respeitando o meio ambiente, os recursos naturais e produzir com boa formação profissional. Então, nós temos a necessidade de continuar investindo forte na educação”, assegurou o governador. Fonte e foto ales

Inscrições abertas para vagas remanescentes do Projeto Rio Doce Escolar

Estão abertas as inscrições para vagas remanescentes no curso Aperfeiçoamento em Metodologias de Educação Ambiental, que é parte integrante do Projeto Rio Doce Escolar. Os selecionados vão participar de Grupos de Trabalho (GTs) para desenvolver projetos de Educação Ambiental nas escolas públicas dos municípios localizados na região da bacia do Rio Doce, entre eles Baixo Guandu, Colatina, Marilândia e Linhares. As inscrições podem ser feitas até esta sexta-feira (17), pelo link: https://forms.gle/J87faRC7BTyhxU476 

Podem participar educadores que têm diploma de graduação em qualquer área do conhecimento, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), e que atuem nas escolas públicas (municipal, Estadual ou Federal) dos municípios da região da bacia do Rio Doce. A classificação dos candidatos será por ordem de inscrição e a entrada em fluxo contínuo. 

Será vedada a participação de candidatos que tenham sido contemplados com vagas em GTs formados por meio dos Editais nº 99/2022, nº 156/2022 e nº 05/2023. Os candidatos que tiveram suas inscrições indeferidas no Aperfeiçoamento ou Especialização e que não foram contemplados nas vagas disponíveis podem se inscrever neste edital.

Publicada a Portaria da municipalização do trânsito de Baixo Guandu no DOU

Publicada a Portaria da municipalização do trânsito de Baixo Guandu no DOU

Foi publicada em 01 de fevereiro de 2023, no Diário Oficial da União a Portaria 63, redigida e assinada em 27 de janeiro de 2023, que torna o trânsito de Baixo Guandu oficialmente municipalizado.

O Município foi Comunicado via Ofício da Cetran/ES 02/2023 em 02 de fevereiro. No documento, o presidente da CETRAN/ES Marcos Perozini de Araújo certifica que a cidade de Baixo Guandu atende aos requisitos para integração ao Sistema Nacional de Trânsito-SNT, estando apto para o exercício das competências conforme Código Nacional de Trânsito, através da recém  criada Subsecretaria Municipal de Trânsito (Subtran).

Com a municipalização do trânsito, ações de melhorias serão desenvolvidas em um curto espaço de tempo na cidade.

O Subsecretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana Kleidson Pimentel afirmou que os benefícios serão muitos para o município. “A cidade de Baixo Guandu ganha mais um benefício que, dentre tantos, essa Gestão tem trazido para nós guanduenses. Com o aumento de veículos, o trânsito necessita de organização para fluir melhor. E, agora, depois de publicada, oficialmente a municipalização do Trânsito no Diário oficial com a Portaria No. 63 de 27 de Janeiro de 2023, nós podemos dar andamento nas ações que vão gerar impacto muito positivo no trânsito de nossa cidade” – disse.

O Subsecretário listou algumas das principais ações que serão colocadas em prática na cidade em breve: “De início vamos realizar diversas ações educativas para os usuários do trânsito e em breve, implantaremos  o Estacionamento Rotativo da forma correta e planejada, dentro da lei.

Posteriormente, realizaremos concurso para os agentes de trânsito, que vai gerar oportunidades de emprego. Agradeço a todos os envolvidos nesse processo, pois  ninguém trabalha sozinho e quero aproveitar para parabenizar o Prefeito pela iniciativa.”. Completou Pimentel.

.

O Prefeito Lastenio Cardoso  (SD/ES) afirmou que a melhoria do fluxo e organização são prioridades, principalmente na região central da cidade. “Baixo Guandu cresceu muito nos últimos anos e o número de veículos em circulação acompanhou esse crescimento. Mas todo crescimento é preciso vir acompanhado de organização, é isso que vamos trazer com a municipalização. Em breve as sinalizações terrestres e aéreas serão refeitas e os agentes passarão a atuar no trânsito, melhorando o fluxo e dando mais segurança para todos.” Concluiu o Prefeito.

Municipalização do Trânsito realizada em Baixo Guandu.

O processo foi finalizado em tempo recorde, já que o pedido para municipalização do trânsito em Baixo Guandu foi realizado em 17 de agosto, ou seja, todo o processo foi concluído em menos de 6 meses. Isso só foi possível devido ao empenho, tanto do Prefeito quanto de toda a equipe envolvida. Além da Subsecretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, também participaram do processo, a Secretaria de Administração, Secretaria de Obras e Secretaria de Engenharia e Infraestrutura Urbana. Fonte e foto PMBG

Governo do ES e Prefeitura de Linhares buscam parceria em prol da Agência de Estadual do Trabalho

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades) e o Município de Linhares se reuniram, na última sexta-feira (03), para discutir a questão da infraestrutura da Agência Estadual do Trabalho no município. Após as fortes chuvas que atingiram a cidade, a agência ficou danificada, comprometendo a qualidade de trabalho dos servidores que atendem um grande número de trabalhadores em busca de emprego.

O subsecretário de Estado do Trabalho, Emprego e Geração de Renda, Carlos Casteglione, se reuniu com o prefeito de Linhares, Bruno Marianelli, para discutir a pareceria. Também participaram do encontro o coordenador da Agência Estadual do Trabalho, Sérgio Petri; o servidor da Setades, José Valmir; e o gestor local, Márcio Bullion.
Segundo Casteglione, a Agência de Linhares é uma das maiores do Estado, o município apresenta muita demanda de emprego, necessitando de uma estrutura adequada para que os servidores tenham condições plenas de atender os trabalhadores em busca de emprego.

“Visitei a agência e o gestor local me mostrou a situação apontada, por isso, nos reunimos para debater o assunto. Junto com a secretária de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social, Cyntia Grillo, vamos trabalhar para melhorar as condições da agência, resolver os problemas e, acima de tudo, melhorar as condições de trabalho dos servidores que são responsáveis e atendem um grande número de trabalhadores e trabalhadoras”, afirmou o subsecretário Carlos Casteglione. (Texto produzido com a colaboração de Karolyne Paiva) – Fonte e foto Setades